Estudo confirma impactos do consumo global na perda da biodiversidade – no Brasil, a vilã é a agropecuária

Um estudo da Nature, Ecology & Evolution demonstra a responsabilidade do consumo global sobre a redução da biodiversidade. Mapeando as compras feitas nos países com mais alto consumo (EUA, Japão e China), os pesquisadores encontraram os efeitos de devastação nos locais de onde saíram as matérias-primas.

Por exemplo, os pesquisadores mapearam a pressão que os consumo de café desses países exercem sobre as florestas da América Central. Assim como o habitat do lince ibérico estaria ameaçado graças ao consumo de morango e outros produtos agrícolas.

Já no Brasil, a maior ameaça constatada vem do consumo de carne dos norte-americanos. As práticas da agropecuária extensiva, sobretudo nas áreas centrais do território brasileiro, entraram no mapa dos pesquisadores.

Link da pesquisa: http://www.nature.com/articles/s41559-016-0023